Notícias

Rossoni assina ordens de serviço para reformas em escolas da RMC

06/03/2018 | 18h31

 

imprimir comentários


 

O Governo do Estado autorizou nesta terça-feira (6), no Palácio Iguaçu, em Curitiba, a reforma de mais nove escolas da Região Metropolitana de Curitiba.

As ordens de serviço foram assinadas pelo chefe da Casa Civil Valdir Rossoni, juntamente com o presidente do Instituto Fundepar, Sérgio Brun. O secretário disse que a atuação da nova diretoria do Fundepar deu agilidade na condução dos programas de reforma de escolas do Paraná, que vai beneficiar praticamente todas as 2,1 mil unidades da rede estadual de ensino. E ainda ressaltou a participação dos diretores escolares nas intervenções.

“O maior acerto do governo foi a reaproximação com os diretores. Sem eles, nada disso teria acontecido. Mas a reaproximação só acontece com trabalho. E a nova diretoria do Fundepar tem trabalhado muito em favor da educação do Paraná”, disse.

Também participaram da assinatura das ordens de serviço o deputado Francisco Buhrer e o diretor administrativo-financeiro do Fundepar, Nereuvaldo Silveira.

 

Núcleo – As instituições beneficiadas são do Núcleo Regional de Educação da Área Metropolitana Sul, que compreende os municípios de Agudos do Sul, Araucária, Balsa Nova, Campo do Tenente, Campo Largo, Contenda, Fazenda Rio Grande, Lapa, Mandirituba, Piên, Quitandinha, Rio Negro, São José dos Pinhais e Tijucas do Sul. 

Ao todo, são 136 escolas estaduais. Destas, 61 estão em reforma através do Escola 1.000, doze através do Reparo Rápido e nove através de convênio com a prefeitura (dualidade). Além disso, oito Associações de Pais e Amigos dos Excepcionais (Apaes) da regional  também passam por obras com recursos do governo do estado.

“Estamos muito felizes com o trabalho da Casa Civil e do Fundepar. Têm feito a diferença no governo e na vida de milhares de estudantes e professores”, disse o chefe do Núcleo, Maurício Ferraz da Costa.

Escolas – O Colégio Estadual Lindaura Ribeiro Lucas, de São José dos Pinhais, é um dos que será reformado. Ele atende mais de 1,5 mil alunos em três turnos. “Nossa escola é da década de 90 e nunca tinha passado por uma reforma tão ampla. Vamos trocar os pisos, arrumar os banheiros e fazer a pintura de todas as salas”, afirmou o diretor Anderson Therézio.

No Colégio Estadual Afonso Penna, também em São José dos Pinhais, a reforma vai beneficiar mais de mil alunos. “A escola foi construída em 1969 e estamos com problemas sérios nos pisos, que ainda são de tacos, e no encanamento, que é de tubulação metálica. Também vamos reconstruir a nossa cozinha”, explicou o diretor Ricardo Lopes Cassiano.

Já no Colégio Agrícola da Lapa, que atende 200 alunos, os recursos serão empregados na reforma de banheiros, cozinha, telhado e outras estruturas. “Tivemos um vendaval recentemente e estamos com vazamento no telhado. Sem essa ajuda seria impossível fazer isso”, afirmou o diretor Eros Berg Ferreira do Amaral. 

 

Comentários

Nenhum comentário registrado para esta notícia. Seja o primeiro!

Destaque

mais notícias

Galeria de Fotos

mais álbuns

Acompanhe



Saiu na mídia



Receba nosso informativo

 

 

mapa do site