Notícias

Rossoni convida prefeitos para eventos em Curitiba e União da Vitória

20/11/2017 | 12h31

 

imprimir comentários


Crédito: Kleyton Presidente

 

O chefe da Casa Civil Valdir Rossoni convidou neste domingo, durante transmissão ao vivo pelo facebook, os prefeitos de todo o Paraná para a assinatura de convênios no valor de quase R$ 100 milhões com cerca de 200 dos 399 municípios.  As liberações serão oficializadas pelo governador Beto Richa nesta terça-feira, no Palácio Iguaçu, em Curitiba, às 11 horas.

“São recursos importantes e é preciso que os municípios nos ajudem a dar agilidade no repasse de equipamentos e na execução de obras. Por isso gostaria que os prefeitos, vereadores e lideranças comparecessem às cerimônias”, disse Rossoni. 

Entre os convênios que serão assinados amanhã no Palácio Iguaçu estão repasses para a compra de equipamentos, a manutenção de estradas, para a utilização agrícola, academias ao ar livre e outros artigos esportivos além de recursos para implantação de asfalto e outras obras de infraestrutura.

Foto: Kleyton Presidente

Ponte – O secretário também lembrou os prefeitos do Centro-sul do Estado que na quarta-feira (22) o governador estará em União da Vitória, onde autoriza repasses e convênios para os municípios da região e assina o edital de construção da ponte que vai ligar o centro da cidade ao distrito de São Cristóvão, além de reforma de escolas e construção de uma mini arena.  Às 17 horas, entrega 50 casas para realocação de família que vivem em condições precárias às margens do Rio Iguaçu.

 Entre as prefeituras que assinarão novos convênios estão General Carneiro, Porto Vitória, Cruz Machado, Antônio Olinto, São João do Triunfo, Paula Freitas, Paulo Frontin e Mallet.

Obra – A nova ponte de União da Vitória terá 492,8 metros de extensão por 13 de largura e passarelas para pedestres. Além disso, a Avenida Paula Freiras – principal via de São Cristóvão – será totalmente revitalizada numa extensão de aproximadamente dois quilômetros. A previsão de entrega é de dois anos.  

Os acessos à ponte serão modificados, tanto no lado do centro como no distrito. A rótula de acesso da Avenida Marechal Floriano será modificada e terá uma passagem inferior para o fluxo de pedestres e ciclistas. Já no bairro, a ideia é que as avenidas Paula Freitas e Abilon de Souza Naves formem um binário e o centro delas seja transformado num parque linear com pistas de caminhada e ciclo faixas.

O chefe da Casa Civil foi um dos maiores defensores da obra dentro do governo do Estado. “É uma demanda antiga e justa da cidade. A ponte é uma antiga linha férrea, é estreita e só permite a passagem de um carro por vez e num sentido apenas. Isso causa enormes engarrafamentos, dificulta a vida dos moradores e trava o desenvolvimento da cidade. O governo Beto Richa está desatando um nó histórico de União da Vitória”, disse.   

 

Comentários

Nenhum comentário registrado para esta notícia. Seja o primeiro!

Destaque

mais notícias

Galeria de Fotos

mais álbuns

Acompanhe



Saiu na mídia



Receba nosso informativo

 

 

mapa do site